Professores de escolas estaduais de Itapecuru recebem tablets educacionais

Deixe um comentário

Professores do Centro de Ensino Wady Fiquene recebem orientações para o uso dos tablets

Professores do Centro de Ensino Wady Fiquene recebem orientações para o uso dos tablets

Professores de escolas da rede estadual de ensino localizadas na Unidade Regional de Itapecuru-Mirim começaram a receber os tablets educacionais adquiridos pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), em parceria com o Ministério da Educação (MEC). São mais de quinze mil equipamentos que serão distribuídos para professores de ensino médio da rede.

Nesta quarta-feira (22), o Núcleo de Tecnologia Educacional de Itapecuru-Mirim realizou a 1ª formação para uso do tablet educacional, com os professores do Centro de Ensino Wady Fiquene. A escola foi a primeira unidade da regional a receber a formação e os equipamentos.
Serão contemplados, com os tablets, trinta e sete professores dos turnos matutino, vespertino e noturno.

Participaram da formação e entrega dos tablets, o gestor regional de Educação de Itapecuru, José Carlos Santos Lago; a gestora geral da escola, Maria Lúcia Abreu Machado, e o gestor auxiliar, Evilásio Costa Barbosa Filho.

002726A formação foi ministrada pelos professores: Albertina Linhares, Deuzanira Montelo e Maria José Cordeiro e pelo técnico Welison Leandro.

O uso de tablets no ensino público é uma das ações do Proinfo Integrado – programa de formação voltado para o uso didático-pedagógico das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no cotidiano escolar.

O tablet educacional, com acesso à internet sem fio, traz aplicativos desenvolvidos para a educação. O equipamento dos docentes funciona com Sistema Operacional Android, tem memória RAM de 512MB, tela LCD de sete polegadas, microfone, alto-falantes, câmera integrada e capacidade para armazenar até 16GB em arquivos.

Foram pré-requisitos para definir a distribuição de tablets: ser escola urbana de ensino médio, ter internet banda larga, laboratório do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo) e rede sem fio (wi-fi).

Fotos/NTE Itapecuru

Data: 23/01/2014

Fonte: ASCOM / SEDUC MA

Anúncios

Seduc entregará 15 mil tablets educacionais a professores de ensino médio

Deixe um comentário

Professores que estão em atividades de sala de aula no ensino médio da rede pública estadual do Maranhão estão recebendo tablets educacionais com o objetivo de colaborar para a melhoria da prática pedagógica. Ao todo, serão entregues pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) 15.171 aparelhos em todo o estado.

A ação faz parte do cronograma de distribuição dos aparelhos, adquiridos por meio do Programa Nacional de Tecnologias Educacionais (Proinfo). Nesta semana, o Estado recebeu 7.520 tablets, para serem entregues aos professores do ensino médio.

Ao receber o aparelho, o professor passa por uma capacitação ministrada pela Supervisão de Tecnologia Educacional da Seduc, que visa familiarizar o docente com a nova ferramenta educacional. A capacitação tem como objetivo orientar os professores sobre as funcionalidades do aparelho, bem como propor estratégias pedagógicas para inserção no cotidiano da sala de aula.

“O foco central é a auto-formação dos nossos professores, possibilitando o acesso à tecnologia, além de servir como ferramenta de ensino-aprendizagem para os alunos”, destacou o secretário Pedro Fernandes.

A formadora do Núcleo de Tecnologias Educacionais (NTE) da Seduc, Suelma Paixão, explica a funcionalidade técnica da ferramenta para os professores. “Com o tablet educacional, o professor terá acesso direto aos portais de educação e aplicativos para o uso profissional, além da inserção à cultura digital”, ressalta.

“Acho importante, porque possibilita a integração do professor ao mundo digital e facilita o trabalho em sala de aula”, comentou o professor de Filosofia e Sociologia, do Colégio Militar, Rogério Andrade.

A orientação é que o aparelho deverá ser usado exclusivamente em atividades relacionadas à instituição, como pesquisas e auxílio durante as aulas. “Em uma sociedade que caminha para utilização plena das plataformas digitais, o professor e a sala de aula não podem ficar defasados. O tablet vai me auxiliar no planejamento das aulas, na exposição de conteúdos e na utilização do sistema de gestão da Seduc”, avaliou a professora de matemática do Liceu, Renata Ferreira, ao receber o equipamento.

O tablet educacional, com acesso à internet sem fio, traz aplicativos desenvolvidos para a educação. O equipamento dos docentes funciona com sistema operacional android, tem memória RAM de 512MB, tela LCD de sete polegadas, microfone, alto-falantes, câmera integrada e capacidade para armazenar até 16GB em arquivos.

Proinfo Integrado

O uso de tablets no ensino público é uma das ações do Proinfo Integrado, programa de formação voltada para o uso didático-pedagógico das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no cotidiano escolar, articulado à distribuição dos equipamentos tecnológicos nas escolas e à oferta de conteúdos e recursos multimídia e digitais.

Foram pré-requisitos para definir a distribuição de tablets: ser escola urbana de ensino médio, ter internet banda larga, laboratório do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo) e rede sem fio (wi-fi).
Data: 30/12/2013
Fonte: Ascom

Professores de escolas da área Itaqui-Bacanga recebem tablets

Deixe um comentário

A Secretaria de Educação (Seduc), por meio da supervisão de Tecnologia Educacional, entregou, na noite de terça-feira (12), mais 98 tablets educacionais de um total de 15 mil unidades que serão entregues aos professores da rede estadual de ensino nos próximos meses. A entrega foi realizada depois de que os professores de nove escolas da área Itaqui – Bacanga participaram de uma oficina de capacitação sobre metodologias e usos dos tablets como ferramenta pedagógica.

A capacitação foi realizada no Colégio Universitário e CE Maria Helena de Sousa Rocha, no campus da Universidade Federal do Maranhão (Ufma). Ministrada por uma equipe técnica do Núcleo de Tecnologias Educacionais da Seduc (NTE), a formação teve como público-alvo os professores das escolas que receberam os tablets educacionais.

De acordo com Alvimar de Jesus Schalcher Pereira, do NTE/Seduc, a formação tem o objetivo de mostrar a aplicabilidade do tablet como ferramenta de planejamento e autoformação.

Ela explicou que além de promover a inclusão digital dos professores, a capacitação possibilitou fornecer conhecimentos para explorar as possibilidades pedagógicas da nova ferramenta de trabalho, bem como conhecer e vivenciar atividades a partir dos recursos disponíveis no equipamento, levando em consideração o aprimoramento da prática pedagógica do professor.

Nesta etapa foram contemplados os professores dos centros de ensino Francisco Xavier, Antonio Ribeiro da Silva, Maria Helena Rocha, Vila Maranhão, Cruzeiro do Sul, Nerval Lebre, Bernardo Coelho de Almeida e Desembargador Sarney.

Ferramenta

O tablet educacional, com acesso à internet sem fio, traz aplicativos desenvolvidos para a educação. O tablet dos docentes funciona com sistema operacional android, tem memória RAM de 512MB, tela LCD de sete polegadas, microfone, alto-falantes, câmera integrada e capacidade para armazenar até 16GB em arquivos.

No geral serão distribuídos 15.171 tablets educacionais a todos os professores que estejam em atividades de sala de aula no ensino médio no Maranhão. A ferramenta visa colaborar para a melhoria da prática educativa dos docentes, oferecendo-lhes instrumento e formação nas tecnologias da informação e comunicação (TIC), visando o aperfeiçoamento do processo ensino e aprendizagem.

Data: 13/11/2013

Fonte: ASCOM – SEDUC MA

Tablets Educacionais são objetos de capacitação realizada no CE Gonçalves Dias

Deixe um comentário

Dando continuidade à entrega de Tablets Educacionais a todos os professores da rede estadual de ensino, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realizou, nesta sexta-feira (8), no Centro de Ensino Gonçalves Dias, oficina de capacitação sobre metodologias e usos dos Tablets como ferramenta pedagógica.

O curso, ministrado por uma equipe técnica do Núcleo de Tecnologias Educacionais da Seduc (NTE), teve como público-alvo os 57 professores lotados nos três turnos na escola que receberam os tablets educacionais.

“A formação tem o objetivo de mostrar a aplicabilidade do tablet como ferramenta de planejamento e autoformação, explorando as possibilidades pedagógicas desse equipamento, bem como conhecer e vivenciar atividades pedagógicas a partir dos recursos disponíveis no mesmo, levando em consideração o aprimoramento da prática pedagógica do professor”. Explicou o técnico Railton Santos, ministrante da oficina.

Para a gestora-adjunta do CE Gonçalves Dias, Marlene de Carvalho, a utilização dos tablets trará grande incentivo aos professores da rede. “A informática e as novas tecnologias fazem parte de nossa realidade. É importante reconhecer e capacitar o professor a fazer uso adequado dos aparelhos, tornando as aulas mais dinâmicas e próximas à realidade dos alunos”, afirmou.
A professora de educação física, Solimar Menezes era uma das mais ativas na capacitação. De posse do Tablet, ela retirou dúvidas e elogiou a iniciativa da Seduc. “A formação me fez enxergar outros usos ao aparelho. Além de poder acessar o sistema da secretaria, posso utilizar aplicativos relacionados à prática de exercícios e à fisiologia, necessários na prática esportiva”.

Sobre o Tablet

O aparelho, com acesso à internet sem fio, traz aplicativos desenvolvidos para a área educacional. O tablet dos docentes funciona com sistema operacional Android, tem memória RAM de 512MB, tela LCD de sete polegadas, microfone, alto-falantes, câmera integrada e capacidade para armazenar até 16GB em arquivos.

No geral serão distribuídos 15.171 tablets educacionais a todos os professores que estejam em atividades de sala de aula no Ensino Médio no Maranhão. A ferramenta visa colaborar para a melhoria da prática educativa dos docentes, oferecendo-lhes instrumento e formação nas tecnologias da informação e comunicação (TIC), visando o aperfeiçoamento do processo ensino e aprendizagem.

Data: 08/11/2013
Fonte: ASCOM – SEDUC MA
..

Professores do Liceu e Colégio Militar Tiradentes recebem tablets educacionais

Deixe um comentário

002582A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio da Supervisão de Tecnologias Educacionais (STE), deu início, nesta terça-feira (29), à entrega de tablets educacionais aos professores do Colégio Militar Tirandentes e do Liceu Maranhense. Ao todo, receberão os equipamentos 112 docentes do Liceu e 52 do Colégio Militar.

A ação faz parte do cronograma de distribuição dos aparelhos adquiridos por meio do Programa Nacional de Tecnologias Educacionais (Proinfo), que prevê a entrega de 15.171 aparelhos no estado, abrangendo todos os professores da rede estadual que estejam em atividades de sala de aula no ensino médio.

Ao receber o aparelho o professor passa por uma capacitação, que visa familiarizar o docente com a nova ferramenta educacional. “O foco central é auto formação do professor, possibilitando o acesso à tecnologia, além da utilização do tablet em favor da aprendizagem do aluno”, explica a formadora do Núcleo de Tecnologias Educacionais (NTE), da Seduc, Suelma Paixão. “Com o tablet educacional, o professor terá acesso direto aos portais de educação e aplicativos para o uso profissional, além da inserção à cultura digital”, destacou.

002581A capacitação tem como objetivo orientar os professores sobre as funcionalidades do aparelho, bem como propor estratégias pedagógicas de inserção do aparelho no cotidiano da sala de aula. “As capacitações contribuem para que os tablets não se tornem um aparelho sem uso, desconectado da realidade de sala de aula e sem atingir a finalidade a que foi proposto o seu investimento”, disse Ana Luzia Brandão, que está ministrando as formações nas escolas.

“Acho importante porque possibilita a integração do professor ao mundo digital e facilita o trabalho em sala de aula”, comentou o professor de Filosofia e Sociologia, do Colégio Militar, Rogério Andrade.

A orientação é que o aparelho deverá ser usado exclusivamente em atividades relacionadas à instituição, como pesquisas e auxílio durante as aulas. “Em uma sociedade que caminha para utilização plena das plataformas digitais, o professor e a sala de aula não podem ficar defasados. O tablet vai me auxiliar no planejamento das aulas, na exposição de conteúdos e na utilização do sistema de gestão da Seduc”, avaliou a professora de matemática do Liceu, Renata Ferreira, ao receber o equipamento.

002580No mesmo sentido, complementa o gestor do Liceu, Deurivan Rodrigues Sampaio. “A utilização dos tablets será de grande utilidade em sala de aula, pela importância de domínio das novas tecnologias digitais pelos professores. Os tablets já vêm equipados com materiais pedagógicos e aplicativos destinados à aprendizagem, possibilitando ao professor um diálogo mais próximo com os alunos da era digital”, afirmou.

Configuração

O aparelho possui acesso à internet sem fio e traz aplicativos desenvolvidos para a área educacional. O tablet dos docentes funciona com sistema operacional Android 4.0, tem memória RAM de 512MB, tela LCD de sete polegadas, microfone, alto-falantes, câmera integrada e capacidade de armazenamento de 16GB, podendo ser ampliado com a utilização de um cartão de memória.

Proinfo Integrado

O uso de tablets no ensino público é uma das ações do Proinfo Integrado, programa de formação voltada para o uso didático-pedagógico das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no cotidiano escolar, articulado à distribuição dos equipamentos tecnológicos nas escolas e à oferta de conteúdos e recursos multimídia e digitais.

Foram pré-requisitos para definir por onde começar a distribuição de tablets: ser escola urbana de ensino médio, ter internet banda larga, laboratório do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo) e rede sem fio (wi-fi).

Fotos/Lauro Vasconcelos e Orcenil Jr

Data: 29/10/2013
Fonte: Ascom

Seduc realiza formações para uso de tablets educacionais

Deixe um comentário

Será encerrada nesta sexta-feira (18) a formação para o uso de Tablets Educacionais, dos 40 professores do CE José Justino Pereira. A formação tem o objetivo de mostrar a aplicabilidade do tablet como ferramenta de planejamento e autoformação, explorando as possibilidades pedagógicas desse equipamento, bem como conhecer e vivenciar atividades pedagógicas a partir dos recursos disponíveis no mesmo, levando em consideração o aprimoramento da prática pedagógica do professor.

A formação continuará em todas as escolas estaduais do Ensino Médio. As próximas contempladas serão CE Liceu Maranhense e o Colégio Militar Tiradentes, com a formação de 112 e 53 professores, respectivamente.

No geral serão distribuídos 15.171 tablets educacionais a todos os professores que estejam em atividades de sala de aula no Ensino Médio. A ferramenta visa colaborar para a melhoria da prática educativa dos docentes, oferecendo-lhes instrumento e formação nas tecnologias da informação e comunicação (TIC), visando o aperfeiçoamento do processo ensino e aprendizagem. A formação dos professores do CE José Justino Pereira teve início na quinta-feira (17)

Data: 17/10/2013

Fonte: ASCOM – SEDUC MA

Seduc poderá aderir ata do MEC para colocar 3G em tablets

Deixe um comentário

IMG-20130808-WA0002

Pedro Fernandes com o presidente do FNDE, José Carlos Wanderley Dias de Freitas

BRASÍLIA – O secretário de Estado da Educação, Pedro Fernandes, esteve em Brasília, onde participou de audiências buscando recursos e parcerias para a educação do Maranhão. Em reunião com o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), José Carlos Wanderley Dias de Freitas, uma das questões tratadas foram os 15 mil tablets (até agora, chegaram 3 mil), que serão entregues aos professores do ensino médio no estado.

“Já estamos recebemos os tablets e um dos problemas apresentados é a questão da internet nas escolas. O Ministério da Educação está fazendo uma licitação para 3G e nós deveremos aderir a esta ata de preços para que a gente já proporcione ao professor além do tablet, o modem com 3G. Acredito que em 15 dias a licitação seja concluída”, garantiu Pedro Fernandes.

Já estão liberados, ainda, recursos do Programa de Ações Articuladas (PAR) para a realização da Conferência Estadual Infanto-Juvenil do Meio-Ambiente no Maranhão, que é um evento voltado para as escolas.

“A realização da conferência será muito importante porque tem como objetivo propiciar atitude responsável e comprometida da comunidade escolar com as questões socioambientais locais e globais, enfatizando a participação social e os processos de melhoria da relação de ensino e aprendizagem, em uma visão da educação para a sustentabilidade e o respeito à diversidade”, explicou o secretário.

Em reunião com Júlio Cezar Viana, coordenador geral de Programas Especiais do FNDE, foi reforçada a necessidade de haver parceria entre a Seduc, o Fundo e a Universidade Estadual do Maranhão (Uema) para a atualização do PAR.

Assistência – A elaboração do PAR é requisito necessário para o recebimento de assistência técnica e financeira do MEC/ FNDE. “É importante ressaltar o trabalho que a Uema está fazendo sob o comando da professora Eliza Flora, coordenadora do Uemanet, na realização de formações e consultoria para os municípios. Nosso trabalho está focado no PAR, pois essa é umas das principais fontes de recursos e nós queremos implantar o regime de colaboração entre municípios, Estado e União”, afirmou Fernandes.

O secretário conversou, ainda, com Márcia Leite, técnica do FNDE, que já esteve no Maranhão na primeira grande reunião que a Seduc fez tratando do PAR dos municípios. “A técnica Márcia revelou que daquela primeira reunião até aqui já evoluímos bastante na questão de atualização do PAR”, disse.

Em audiência com a coordenadora de operacionalização do Fundeb, Aureli Oliveira Turra, o secretário tratou de repasses, e com a Coordenação de Infraestrutura Educacional, discutiu reformas de escolas.

Segundo o secretário, outros recursos estão em análise e deverão ser liberados, como o Programa Atleta na Escola (municipal e estadual) e para a formação dos gestores estaduais e municipais envolvidos na questão do acompanhamento e monitoramento de acesso na escola dos beneficiários da Educação Especial.

No Congresso – O secretário Pedro Fernandes encontrou-se com o senador Edison Lobão Filho, que está articulando uma audiência com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. “Nessa reunião, vamos solicitar a liberação do PAR dos estados e dos municípios. Vamos aproveitar, ainda, para convidar o ministro Mercadante, em nome da governadora Roseana para participar da Conferência Estadual de Educação, que vai acontecer de 17 a 19 de setembro no Maranhão”, informou o secretário.

Pedro Fernandes, que também é deputado federal, esteve na liderança do seu partido e trocou experiências com o deputado Alex Canziani (PTB-PR), que trabalha com educação no Paraná. O secretário acompanhou votações na Câmara dos Deputados sobre recursos para a educação e esteve conversando com lideranças do Congresso sobre a necessidade de se atentar para o dinheiro colocado nessa área.

“Há uma corrente dizendo que a educação tem muito dinheiro. Realmente, a educação tem e precisa de dinheiro, mas nós precisamos mostrar para a sociedade que estamos fazendo o correto com esses recursos, com prioridade e transparência”, disse Fernandes aos congressistas durante reunião.