A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) participou, nesta sexta-feira (28), do lançamento da 3ª edição da campanha “Maria da Penha em ação: prevenção da violência doméstica nas instituições de ensino”, realizada no auditório da Procuradoria Geral de Justiça, no Centro – São Luís.

Coordenada pelo Ministério Público do Maranhão, a campanha tem como objetivo capacitar educadores e ministrar palestras para alunos da rede pública estadual de ensino sobre a prevenção da violência contra a mulher.

Segundo a secretária adjunta de projetos especiais, Conceição Andrade, que representou a Seduc no evento, “a escola, como local de aprendizado, é o espaço ideal à discussão das questões de gênero e combate à violência doméstica. A Seduc apoiará a campanha, contribuindo para a formação dos jovens cidadãos”, ressaltou.

A titular da 22ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa da Mulher, Selma Martins destacou que apesar das estatísticas negativas, baixou o índice de reincidência da violência doméstica. “Nós estamos mudando o ditado de que em briga de marido e mulher ninguém mete a colher. Hoje, o homem sabe que o Estado não é omisso, por isso ele pensa muitas vezes antes de cometer o crime novamente”. Mas a promotora ressalta a importância de fazer um trabalho contínuo e integrado para diminuir cada vez mais os casos de violência contra a mulher.

A gestora do Centro de Ensino Gonçalves Dias, Maria do Amparo Santos relatou que a escola participa da campanha desde o primeiro ano e que os alunos se envolvem muito com as atividades. “Eles têm aprendido muito com as dinâmicas, se apropriando dos conhecimentos da Lei Maria da Penha”, comentou.

Ubiratan de Jesus Viégas, diretor do Centro de Ensino Juvêncio Matos, afirmou que a campanha agrega valor ao trabalho realizado na escola. A instituição de ensino já desenvolve projetos contra a violência em geral, promovendo passeatas e outras atividades internamente. “Os alunos, desde o 4º ano, se envolvem massivamente na campanha. Quando acontece alguma coisa em casa ou no entorno da residência do aluno, nós o incentivamos a relatar o acontecido para tentarmos auxiliar na solução do problema”, frisou.

O MPMA realiza campanhas de prevenção da violência domiciliar nas escolas estaduais e municipais desde 2012, com capacitação de professores e palestras para os alunos. A campanha também promove concursos de redação e de vídeo de bolso produzidos pelos alunos.
Os vencedores receberão, por ordem de classificação: um tablet (1º lugar), uma máquina digital (2º lugar) e uma poupança no valor de R$ 200 (3º lugar). Os professores que orientarem os alunos premiados nos dois concursos também receberão os mesmos prêmios oferecidos aos estudantes.

 

Data: 28/03/2014