Na abertura da Conferência Intermunicipal de Educação (Comae), em Carutapera, realizada nesta terça-feira (7), o secretário de Educação, Pedro Fernandes, convocou os prefeitos e secretários municipais a concluírem rapidamente o Plano de Ações Articuladas (PAR), a fim de que todos os atores envolvidos com o sistema educacional sejam beneficiados com recursos do Governo Federal. Nesta etapa das conferências, o secretário participou ainda dos encontros realizados nos municípios de Zé Doca e Governador Nunes Freire.

Ao conclamar os prefeitos e secretários municipais de educação, Pedro Fernandes explicou que a conclusão do PAR possibilitará a liberação de recursos para a educação maranhense junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fnde) para aplicação em obras do sistema e no desenvolvimento de programas educacionais.

Frisou ainda que neste sentido, com a conclusão do processo pelos municípios, o Governo do Estado poderá trabalhar junto à presidente Dilma Rousseff e ao ministro da Educação, Aloízio Mercadante, no sentido de liberar mais recursos para a educação maranhense.

Nesta rodada do Comae, promovida pela secretaria de Educação (Seduc), por meio da secretaria adjunta de Gestão Institucional (Sagi), em conjunto com o Fórum Estadual de Educação (FEE), Fernandes reafirmou que os eixos discutidos nas conferências integram o planejamento estratégico da Seduc.

O secretário explicou aos participantes do encontro que o planejamento foca na melhoria da qualidade de ensino e tem quatro objetivos que necessitam de diversas ações para serem concretizados. Entre as quais, melhorar o nível de aprendizado no Maranhão, o que exige a formação continuada do professor, a melhoria estrutural das escolas e do transporte escolar; a universalização do ensino médio; institucionalizar o regime de colaboração entre União, Estado e municípios; e combater o analfabetismo.

Pedro Fernandes detalhou o convênio firmado entre o governo do Estado e o Movimento de Educação de Base (MEB), coordenado pela Igreja Católica, para combater o analfabetismo em 165 municípios.

Ele também reafirmou que, a partir de agosto, a Seduc vai implantar nos anexos de diversas escolas da rede estadual educação com mediação tecnológica para suprir a ausência de professores em várias disciplinas. Segundo ele, esse é um projeto maranhense de vanguarda que se revelou êxito no Amazonas, Piauí e Bahia, e que agora será implementada no Estado de origem.

O secretário-adjunto de Gestão Institucional da Seduc e presidente do Fórum Estadual de Educação, Fernando Silva, explicou que a etapa intermunicipal de Zé Doca, Governador Nunes Freire e Carutapera integra os preparativos da conferencia estadual, que será realizada em agosto, em São Luís e da programação da Convenção Nacional de Educação, prevista para fevereiro do próximo ano.

Para Fernando Silva, as conferencias integram as ações e abrem o dialogo com a sociedade como parte da criação de um fórum permanente de debate democrático com os diversos segmentos sociais em busca da educação de excelência.

Data: 08/05/2013
Fonte:

Anúncios